Oferta de portes para Portugal Continental a partir de 6 garrafas.

Apoio a Encomendas: +351 912 328 642 Chamada para rede móvel nacional
Lançamento: Os Paulistas Branco 2022
/>

Os Paulistas Branco provém de uma parcela plantada em 1969 em modo de coplantação (vinha de mistura), revelando um Alentejo que se perdeu no tempo.

No sopé da Serra d’Ossa, está este Chão dos Eremitas, local onde os Eremitas da Ordem de São Paulo, Os Paulistas, escolheram plantar as suas vinhas. Dois riachos trazem as águas das chuvas da Serra mantendo o chão fresco no tórrido calor alentejano. Estas vinhas eram de tal importância que uma Bula Papal de 1397 isenta Os Paulistas de tributos nas vinhas e reforça a sua importância.

Castas: Alicante Branco, Roupeiro, Tamarez e Rabo de Ovelha.

Viticultura: Uvas em regime de produção biologica certificada, sem uso de herbicidas. As nossas vinhas estão também todas certificadas dentro do programa de sustentabilidade do Alentejo.

Vinificação: Vindima manual noturna, prensa direta, sem sulfitos até ao final de fermentação, sem decantação, fermentação alcoólica e malolática espontâneas em barricas velhas. Estágio de 14 meses.

Foram produzidas 1 989 garrafas numeradas.

A vinha Chão dos Eremitas

Ano de plantação da vinha: 1969 
Altitude: 256-267m 
Localização: sopé sul da Serra d’Ossa
História: Este lugar é especial, sente-se! Dois riachos trazem as águas das chuvas da Serra, nunca baixando o nível freático da água abaixo dos 5 metros. Era aqui que antigamente se plantava a vinha, existem provas da produção ininterrupta de vinho desde o séc. XIV, mas a arqueologia vai mais longe, pois a descoberta da única ânfora de vinho fenícia do interior do País, que data do séc. VIII a.C, liga este local ao vinho cerca de 900 anos antes da chegada dos Romanos, no que são 3.000 anos de história ligada ao vinho.

As suas castas 

/>

Alicante Branco

O Alicante Branco, foi e é também conhecido como o Boal de Alicante ou o Boal Cachudo e terá sido durante muitos anos uma casta importante no Alentejo. Gyrão, 1822, 50 anos antes da filoxera, cita vários “Boiais” mas dando especial destaque ao Boal Cachudo (sinónimo desta casta). 

Produz vinhos de cor amarelo palha com uma aromática de fruta de polpa branca, boa estrutura e profundidade.

/>

Roupeiro

Considerada como a casta branca mais antiga de Portugal é designada Códega no Douro, Síria no Dão e Bairrada, Roupeiro no Alentejo e Crato na Região do Algarve. 

O Roupeiro é a casta branca mais plantada do Alentejo, sendo a base dos vinhos brancos da região.

/>

Tamarez

O Tamarez, tem agora o nome oficial de Trincadeira-das-Pratas. 

O Tamarez foi uma das castas brancas mais importantes do antigo encepamento Alentejano. 

Filha do cruzamento das castas Mourisco branco (Heben) com o Alfrocheiro Preto.

/>

Rabo de Ovelha

O Rabo de Ovelha é uma casta oriunda da região do Alentejo, que apresenta uma cacho redondo com bagos verdes ovais. 

É uma casta de maturação média muito utilizada nos blens de vinhos brancos do Alentejo. 

O Rabo de Ovelha apresenta uma boa acidez, mas quando vindimada tarde, produzem vinhos de elevada graduação.

Artigos relacionados

11 Outubro 2023 Cultura do Vinho

Lançamentos: Profetas & Villões

Saber mais
11 Outubro 2023 Cultura do Vinho

À Descoberta da Criação Velha!

Saber mais
13 Setembro 2022 Cultura do Vinho

Touriga Nacional, casta rainha de Portugal

Saber mais
Tenha 10€ de desconto com a subscrição da Newsletter
Numa compra de vinhos superior a 50€