Oferta de portes para Portugal Continental a partir de 6 garrafas.

Apoio a Encomendas: +351 912 328 642 Chamada para rede móvel nacional
Do encepamento antigo do Alentejo: Tinto de Castelão

Tinto de Castelão 2022

- Nova colheita -

A Castelão (sin. Periquita) é uma casta de pouca concentração essencial do encepamento antigo da região, que caiu em desuso nesta era dos tintos concentrados. Alentejana de raíz, em pouco mais de 10 anos, desde a nossa 1ª edição, a sua área tem continuado a reduzir, passando da 3ª para a 6ª casta mais plantada, ultrapassada até por castas importadas. 

Os “antigos” dizem que não era na concentração que estava a sua virtude, mas sim na longevidade, "ela precisa de tempo!". A este "Tinto de Castelão" foi-lhe então dado tempo para ser ele próprio: na sua cor, mais frágil e na sua elegância.

Tinto de Castelão 2022 />

O resultado? Um sorriso nostálgico de provar algo vindo do passado.

Castas 
100% Castelão.

Viticultura 
Uvas em regime de produção biológica certificada, sem uso de herbicidas, em sequeiro, sem rega. As nossas vinhas estão também todas certificadas dentro do programa de sustentabilidade do Alentejo.

Vinificação 
Vindima manual noturna. As uvas são selecionadas em mesa de escolha, 30% cacho inteiro e 70% desengaçadas, de seguida os bagos são levemente estalados e transportados para as cubas de fermentação por gravidade. Pré-maceração a frio, até a fermentação começar espontaneamente. 35 dias de maceração. Estágio de 18 meses em barricas usadas de carvalho francês.

Notas de prova
Cor granada-ruby frágil. Aroma fino, com notas de cereja, tabaco e especiarias, na prova o ataque é meio encorpado com boa frescura. A textura monta no meio de prova, todo em elegância, termina com taninos presentes e firmes.

Casta Castelão

Castelão (com sinonímia Periquita ou João de Santarém) é uma casta tinta de pouca concentração, que caiu para segundo plano nesta era dos tintos concentrados. 

É uma casta que se encontra bem-adaptada a qualquer tipo de solo e de clima. Os seus vinhos possuem tons granada e aromas a fruta, são equilibrados com média a baixa acidez e persistência em boca. 

Apesar de serem suscetíveis a fenómenos de oxidação, têm boa aptidão para envelhecimento em carvalho.

Artigos relacionados

24 Abril 2023 Cultura do Vinho

Os Paulistas 2020 e a vinha Chão dos Eremitas

Saber mais
12 Maio 2023 Cultura do Vinho

Profetas & Villões: da alcunha aos vinhos audazes!

Saber mais
28 Agosto 2023 Cultura do Vinho

Branco de Talha by António Maçanita, primeiro branco de Talha engarrafado da região

Saber mais
Tenha 10€ de desconto com a subscrição da Newsletter
Numa compra de vinhos superior a 50€