OFERTA DE PORTES PARA PORTUGAL CONTINENTAL A PARTIR DE 6 GARRAFAS | APOIO A ENCOMENDAS: 918 266 995

Menu Projetos
Fitapreta Azores Wine Company Vinhos Maçanita Sexy Wines WineID

O Algarve é uma grande região vitivinícola e os projetos de vinho na região do Algarve têm crescido nos últimos quinze anos de forma exponencial. Em 2007, existiam na região do Algarve cerca 12 Produtores/ Engarrafadores, hoje existem mais de 30. A evolução na qualidade dos vinhos do Algarve foi grande e a aposta feita pelos produtores João Clara, Cabrita Vinhos e outros em 2006 foi marcante para o processo revolucionário da recuperação e credibilização da região do Algarve.

O processo de reabilitação dos projetos de vinho da região do Algarve passava também pelo reencontro da identidade Algarvia, dos costumes e tradições vínicas do povo Algarvio. E em 2011, o projeto de vinho do Algarve, João Clara Vinhos, lança no mercado pela primeira vez um vinho 100% Algarvio, produzido com a casta autóctone da região Algarvia, a Negra Mole. Inicia-se aqui um novo ciclo dos vinhos do Algarve, e contam-se hoje vários projetos de vinho na região do Algarve a produzirem vinhos com a famosa casta Negra Mole nas suas mais variadas formas.

Wine ID Algarve

Cabrita Wines

Cabrita Wines, é um projeto situado no conselho de Silves. José Manuel Cabrita é o fundador da Cabrita Wines. As vinhas eram do pai de José Manuel Cabrita e as castas que lá existiam foram mantidas. As castas são portuguesas, destacam-se a Trincadeira, Aragonez e a Touriga Nacional. Mais tarde, José Manuel Cabrita plantou as castas brancas Arinto e Verdelho.

O projeto da Cabrita Wines assenta na produção de vinhos de qualidade com castas tradicionais da região e que encontra em cada parcela de vinha uma ideia para criação do seu portefólio de vinhos que vão deste os blends das castas locais, a um 100% Negra Mole tinto, ou um Moscatel de baixo grau em solos de areias.

Cabrita Wines

João Clara

João Clara é um projeto que nasceu nos anos 70 em Alcantarilha, Algarve e já conta com três gerações desde então. João Maria Alves é o nome do seu pioneiro, mas foi por João Clara que sempre foi conhecido e que acabou por dar também nome à Quinta. 

Em 2006 Joaquim João, filho de João Clara, segunda geração e o visionário, fez mostrar um novo Algarve ao país e ao mundo com as primeiras garrafas de vinho tinto com o apoio enológico de António Maçanita.

Hoje, já na terceira geração as filhas e a mulher e muitas mais garrafas de vinho, seguem os seus sonhos, e o sucesso tem-se vindo a concretizar ano após ano.

Mantiveram as castas já escolhidas como SyrahTouriga NacionalTrincadeira e Alicante Bouschet, bem como o seu “Jardim” como Joaquim lhe chamava, uma vinha velha de Negra Mole.

Entre muitos papéis e escritas deixados por Joaquim João estava na sua ideia plantação de vinhas de castas brancas e uma adega, foram estes os desejos que Ana, Joana e Edite Alves realizaram e continuam a realizar.

Neste momento, a Quinta João Clara, tem um total de 14 hectares de vinhas com diferentes zonas de solos que vão de argilas vermelhas, areias e solos argílo calcários, saem monovaríetais como Alvarinho, Syrah e Negra Mole, bem como reservas sobre a Enologia de Joana Maçanita, a enóloga que fez com que todos os sonhos se transformassem em vinho.

O sucesso do projeto e vinhos é real, porque as mulheres que estão por detrás não desistem dos seus ideais e continuam a acreditar no que Joaquim João tinha visionado.

João Clara

Edd’s

O projeto Edd´s arranca em 2012 com a produção inicial de quatro mil garrafas e quatro referências, um 100% Chardonnay, um Rose de Touriga Nacional e Syrah, um Reserva Tinto e um vinho Reserva Especial das castas Touriga Nacional e Syrah.

Hoje em dia, o Edd´s conta com mais 7 ha plantados na zona do Carvoeiro, com castas nacionais e internacionais, como a Touriga Nacional, Sousão, Syrah, Arinto e Viogner.

 

Edd’s

Quinta do Barradas

A Quinta do Barradas é um projeto de vinho Algarvio fundado em 2010 por Luís Tomé Pequeno. Proprietário do Restaurante, O Barradas, vê no seu projeto de vinhos o escape para o campo e para a natureza. A Quinta do Barradas conta com 3 hectares de vinha das castas Touriga NacionalSyrah e Aragonez. A Quinta do Barradas produz um tinto blend, um 100% Syrah e o seu premiado Reserva Quinta do Barradas. 

Quinta do Barradas

Quinta da Malaca

A Quinta da Malaca é um projeto de vinhos na Região do Algarve que data do ano 2011. A Malaca vinha antiga com mais de 40 anos plantada pelo avô do atual proprietário Luis Cabrita. As vinhas da Quinta da Malaca estão plantadas em chão de areia com a mistura de castas da região, o Castelão, o Negra Mole e Crato branco. 

Em 2017 inicia-se uma nova fase do projeto Quinta da Malaca com a plantação de mais 4 hectares de vinhas brancas, com as castas Sauvignon Blanc e Chenin Blanc, Rieseling e Codega do Larinho. Em 2018 planta-se mais 7 hectares com as castas, Crato Branco, CastelãoTrincadeiraTouriga Nacional e Sousão.

Quinta da Malaca

Morgado do Quintão

O Morgado do Quintão encontra-se no concelho de Silves e é uma propriedade que pertence à familia de Filipe Vasconcelos desde o séc XIX. Agora, gerido por Filipe, a Quinta do Morgado do Quintão toma outro rumo, uma filosofia que procura recuperar o saber da Mãe com os olhos postos no futuro.

Crato Branco, Negra Mole e Castelão são as castas predominantes plantadas em 13 hectares de vinhas. As vinhas mais velhas do Morgado do Quintão terão mais de 70 anos. A propriedade, que perfaz uma área total de 60ha, verá nascer em breve mais uma dezena de hectares de videiras.

A vinha não é regada e está atualmente num processo de recuperação e conversão para vinha biológica.

Foi isso que Filipe transmitiu a Joana Maçanita quando a desafiou para a enologia do Morgado do Quintão. Um Clarete e um Palhete foram os primeiros vinhos engarrafados em 2017 um branco de vinhas velhas, aumentando a produção. Seguiram-se um 100% Castelão, um orange wine e depois um branco especial de uma vinha abandonada. 

Morgado do Quintão
Tenha 10€ de desconto com a subscrição da Newsletter
Numa compra de vinhos superior a 50€